Mercado Bitcoin e Vasco da Gama firmam parceria para além do futebol

banner-arrow

Exchange contribuirá com o projeto DIGIVASCO, incentivará o eSports e fornecerá educação financeira para os atletas da base, além de ter sua marca estampada na camisa do time principal

São Paulo, março de 2022 – O Mercado Bitcoin, maior plataforma de criptoativos da América Latina, firmou parceria com o Club de Regatas Vasco da Gama para apoiá-lo em sua nova fase. Em um contrato de 24 meses, a exchange pretende, além de expor sua marca na manga da camisa do time profissional masculino e do Sub-20 de futebol, trazer sua expertise no mundo digital e contribuir com o projeto DIGIVASCO, que visa a comunicação com o torcedor sobre projetos de inovação de forma educativa.

Além disso, a parceria vai incentivar o eSports, promovendo peneiras e laboratórios para o desenvolvimento de novos atletas de games como Free Fire, PES, Rainbow Six Siege, entre outros nas comunidades do entorno do estádio de São Januário.

“Muito mais do que simplesmente estampar a manga da camisa do Vasco, nós estamos investindo em uma parceria duradoura, que busca apoiar o clube em diferentes frentes, como o desenvolvimento de atletas de eSports, educação financeira para as categorias de base e comunidade de colaboradores e ações sociais”, explica Reinaldo Rabelo, CEO do Mercado Bitcoin.

Também estão previstas ações com atletas da base, oferecendo educação financeira para que eles possam organizar, administrar seus recursos e ajudar a gerir suas carreiras.

“Estamos caminhando para uma segunda fase no relacionamento entre o Mercado Bitcoin e o Vasco. Na primeira, fomos inovadores. Agora, damos mais um passo para que eles ocupem uma posição de destaque no processo de transformação digital do clube, atuando em parceria com a DIGIVASCO, para além do patrocínio convencional. Será parte fundamental da nossa célula de inovação e melhor, todo produto desenvolvido dali gerará receita variável para o clube. O Mercado Bitcoin é o primeiro unicórnio das criptomoedas no Brasil, uma empresa gigante, inovadora e com a cara do Vasco”, disse Vitor Roma, Vice-Presidente de Marketing do Vasco.

No digital e no real

Recentemente, o Vasco, em parceria com a Block4, uma das investidas do Grupo 2TM (holding do Mercado Bitcoin), ampliou seu projeto de ingressos colecionáveis, em que é possível adquirir ingressos virtuais e ter acesso a recompensas exclusivas.

“A nossa interação com o clube nos permite trazer toda a estrutura que as empresas do Grupo 2TM podem oferecer e desenvolver juntos formas de apoiar essa nova etapa do Vasco e reforçar sua incrível relação com a torcida”, complementa Rabelo.

Vasco Token iniciou a parceria em 2020

A parceria com o Club de Regatas Vasco da Gama começou em dezembro de 2020, quando foi lançado o Vasco Token, ativo baseado no Mecanismo de Solidariedade da FIFA. O token prevê o pagamento de uma parcela de qualquer transação – seja ela definitiva ou por empréstimo – ao clube formador do atleta negociado. O time foi um dos pioneiros a se beneficiar dessa dinâmica e abrir o caminho para a rentabilização de seus ativos.

Cada token é formado por uma fração do direito do Mecanismo de Solidariedade de 12 atletas que compõem a cesta:

Josef de Souza Dias (Beşiktaş, Turquia), Douglas Luiz Soares de Paulo (Manchester City F.C, Inglaterra); Philippe Coutinho (Futbol Club Barcelona, Espanha); Alex Teixeira Santos (Jiangsu Suning, China); Paulo Henrique Sampaio Filho – Paulinho (Bayer 04 Leverkusen, Alemanha); Allan Marques Loureiro (Everton, Inglaterra); Evander da Silva Ferreira (FC Midtjylland, Noruega); Luan Garcia Teixeira (Sociedade Esportiva Palmeiras, Brasil); Mateus da Silva Vital Assumpção (Sport Club Corinthians Paulista, Brasil); Alan Kardec de Souza Pereira Jr.  (Chongqing Lifan FC, China); Marrony da Silva Liberato Silveira (Football Club Midtjylland, Dinamarca) e Nathan Santos de Araújo (Boavista Futebol Club, Portugal).

No total foram emitidos 500 mil tokens, que alcançaram o valor de R$ 50 milhões. Destes, 20% foram comprados pelo próprio Mercado Bitcoin, pelo valor de R$ 10 milhões, valor creditado ao Vasco da Gama antes mesmo da abertura da venda ao investidor e que ajudou a reforçar o caixa do clube.

Em pouco mais de 15 meses, os detentores do Vasco Token já receberam rendimentos provenientes de transações de Philippe Coutinho, Allan Loureiro e Marrony.