Mercado Bitcoin lista Cardano no dia 7 outubro

banner-arrow

Valor mínimo para negociar a criptomoeda é de R$ 50 

São Paulo, setembro de 2021 – Para atender um pedido dos clientes, o  Mercado Bitcoin, a maior corretora de criptomoedas da América Latina, lista o Cardano (ADA) a partir do dia 7 de outubro. Com um valor de mercado de um pouco mais de US$ 70 bilhões, o Cardano é a terceira maior criptomoeda, logo após o Bitcoin e o Ethereum.

Aliás, o Cardano é bastante parecido com o Ethereum, porque permite criar sistemas descentralizados. Lucas Pinsdorf, responsável por desenvolvimento de negócios e estruturação de oportunidades do Mercado Bitcoin, lembra que a criptomoeda passou há pouco tempo por uma mudança na rede para permitir contratos inteligentes.

“Existe muita expectativa em torno do Cardano. A liberação dos contratos inteligentes é a chave para liberar o desenvolvimento de aplicações. Vai ser uma avalanche de desenvolvedores construindo lá”, explica o executivo. “Tudo o que aconteceu no Ethereum pode acontecer com o Cardano”, completa Fabricio Tota, diretor de novos negócios do Mercado Bitcoin.

O valor mínimo para negociar Cardano no Mercado Bitcoin, é de R$ 50. Com o Cardano, a corretora terá 56 criptoativos listados. O Cardano chega ao Mercado Bitcoin logo depois do sucesso da listagem dos fan tokens do Sport Club Corinthians Paulista e do Clube Atlético Mineiro. No primeiro dia de negociação na corretora, o Fan Token do time paulista (SCCP) foi o criptoativo mais negociado da plataforma, batendo até mesmo o Bitcoin, com um volume de R$ 17 milhões.